Como evitar ataques cibernéticos: modus operandi, dicas e estratégias de segurança

Saber como evitar ataques cibernéticos é uma preocupação de todos os usuários de ferramentas tecnológicas. Desde pessoas que acessam apenas o e-mail e redes sociais, até grandes empresas e governos.

Recentemente, ataques cibernéticos foram utilizados, inclusive, como arma de guerra. A Rússia, uma das maiores potências cibernéticas do mundo, com alta capacidade para ataques e invasões, é uma das ameaças mais temidas, exatamente por esse motivo. 

A possibilidade de ataque dessa superpotência, fez com que países fechassem suas portas digitais com planejamento e estratégias complexas de segurança cibernética. Mas, como mencionamos, esse não é um risco exclusivo de determinado nicho ou porte de usuário.

Todos estão sujeitos a enfrentar criminosos cibernéticos. Mas, claro, quanto maior o volume de dados, informações sigilosas, contatos, acessos e ferramentas, maiores podem ser as consequências dos ataques. Ocasionando perdas que ultrapassam o quesito financeiro, como reflexos na confiabilidade, questões jurídicas e muitos mais.

Por isso, naturalmente, empresas devem se preocupar ainda mais com essas questões. Mapeando seus riscos e desenvolvendo estratégias eficientes de como evitar ataques cibernéticos.

Nesse artigo vamos falar sobre alguns dos principais tipos de ataques cibernéticos e cuidados que as empresas precisam ter para diminuir os riscos e aumentar a agilidade de resposta.

Boa leitura!

O que são ataques cibernéticos?

Ataques cibernéticos são ações criminosas desenvolvidas e aplicadas por hackers e crackers para invadir, desestabilizar, encerrar, roubar e expor dados de ferramentas conectadas. 

Para isso, os criminosos utilizam de inúmeras ferramentas, inteligências, artimanhas e, claro, contam com a ingenuidade e desatenção dos usuários. Inclusive, essas duas últimas são as maneiras mais simples e efetivas de roubar informações pessoais e invadir o espaço cibernético do usuário.

Um exemplo muito comum é o phishing, e-mails e mensagens maliciosas, que encaminham o usuário para sites e plataformas suspeitas. Ao clicar no endereço, por curiosidade, descuido ou por estar convencido da veracidade do e-mail, o usuário deixará todo o seu espaço digital vulnerável a ataques.

E caso preencha formulários com seus dados pessoais, ele ainda dará munição para outros ataques cibernéticos ainda mais complexos. Afinal, dados e informações pessoais são a base para inúmeros processos de segurança, como senha, conferência de identidade, etc.

Uma das maiores dificuldades em como evitar ataques cibernéticos é a vasta tipificação destes, com diferentes objetivos, estratégias, métodos e ferramentas. Abaixo listamos alguns dos principais tipos de ataques cibernéticos e como eles normalmente ocorrem.

Principais tipos de ataques cibernéticos

  • Phishing

O phishing é uma estratégia muito comum em fraudes e golpes a pessoas vulneráveis, como idosos, por exemplo. Ela utiliza da engenharia social para manipular o usuário e levá-lo a fornecer dados e informações, sem o conhecimento da finalidade real. 

Ou seja, de maneira maliciosa, os criminosos se aproveitam da ingenuidade e da confiança da vítima, se passando por uma empresa real, pessoas conhecidas ou organizações. Eles realizam contato por e-mail, telefone, SMS, redes sociais e apps de mensagem, simulando sons, falas, logos e comportamentos dessa instituição.

Para “pescar” a vítima, são utilizados links, e-mails falsos ou, durante a ligação, sugerem conferência de dados, envio de documentos e outras estratégias para roubar dados pessoais e informações da vítima.

Esse ataque cibernético é um dos mais simples e serve como primeiro passo para processos complexos, com prejuízos muito maiores.

  • Ataque DoS (Denial Of Service)

O ataque DoS é um dos mais comuns e visa interromper as atividades online das empresas durante um período. Para isso os criminosos tentam sobrecarregar algum hardware ou software para “tirar do ar” sites, blogs, redes sociais e outros canais de contato.

Como sabemos, estar online é fundamental para grande parte das empresas, principalmente e-commerces e marketplaces. Essa interrupção pode, portanto, gerar grandes prejuízos financeiros, como perda de clientes para concorrentes, queda nas vendas, etc.

Dentro do denial of service, também temos o ataque DDoS (Distributed Denial of Service), que é um pouco mais complexo e capaz de derrubar sistemas muito mais robustos. Nesse caso, as estratégias para sobrecarregar o sistema vêm de vários computadores, tornando o ataque muito mais forte.

  • Backdoor

No ataque backdoor, os criminosos têm abertura para invadir o computador da vítima, controlando algumas ações remotamente. Como, por exemplo, ele pode criar e excluir artigos, modificar documentos, etc. Também é possível instalar softwares e programas duvidosos.

Esse tipo de ataque cibernético, no entanto, não precisa ser malicioso. Hoje, alguns sistemas e apps podem vir com a função backdoor, que permite atualizar e realizar manutenções nos dispositivos dos usuários.

Mas, quando utilizado por pessoas mal intencionadas, esse ataque pode gerar inúmeros prejuízos. Afinal, o criminoso terá acesso a muitas informações e ações que apenas a vítima teria. Tornando vulnerável tudo o que estiver naquele dispositivo.

Outros tipos de ataques cibernéticos para ficar atento:

  • Shoulder Surfing;
  • Spoofing;
  • Crypto Jacking;
  • Malwares;
  • Eavesdropping;
  • Ataque DMA (Direct Memory Access);
  • Cavalo de Troia;
  • Eavesdropping
  • Entre outros.

Consequências de invasões e ataques disruptivos

Como você deve ter notado, saber como evitar ataques cibernéticos é muito importante para pessoas físicas, mas é indispensável para empresas, organizações e demais pessoas jurídicas.

Afinal, o que está em jogo não é apenas o 1 CPF e e-mails pessoais, e sim dados sigilosos sobre o desempenho da empresa, inúmeras informações de clientes e fornecedores. Além de históricos financeiros e administrativos.

Um ataque cibernético pode, portanto, gerar perdas financeiras graves, tanto por roubo de moeda, quanto por dados que podem ser utilizados em compras pelos criminosos e, em alguns casos, ocasionando multas, processos e indenizações.

Afinal, a empresa é a principal responsável por garantir a segurança cibernética. Inclusive, segundo a Lei Geral de Proteção de Dados, ataques que ocasionem o vazamento de dados podem levar a suspensão das atividades e multas extremamente altas.

E não para por aí, a imagem e confiabilidade da empresa também podem ser permanentemente prejudicadas. Principalmente em nichos mais delicados, como financeiro, por exemplo.

Resumindo, as consequências de um ataque cibernético extrapolam questões financeiras diretas. A aquisição de novos clientes, o poder de competição, visão de outros concorrentes, o valor agregado de serviços e produtos, tudo isso pode ser abalado quando empresas não sabem como evitar ataques cibernéticos.

Mas você sabia que existem algumas práticas simples, ferramentas de confiança e cuidados que podem colaborar com a segurança da informação? Vamos ver algumas delas? 

Como evitar ataques cibernéticos?

Capacitação

Como mencionamos, muitos tipos de ataques cibernéticos contam com a desatenção, desconhecimento ou ingenuidade dos usuários. Ou seja, algumas das aberturas para invasões são dadas pela própria vítima.

Treinar os colaboradores para que não caiam nessas armadilhas é uma ótima forma de como evitar ataques cibernéticos. 

Algumas empresas trazem a capacitação para o cotidiano da empresa utilizando testes, ou seja, falsas tentativas de ataques para verificar se seus colaboradores estão, de fato, preparados para essas situações. 

Essa é uma ótima dica para manter os colaboradores sempre atentos e informados!

Mapeamento de risco e plano de segurança cibernética

Analisar e identificar áreas, ferramentas e dispositivos que podem sofrer ataques cibernéticos é fundamental para desenvolver estratégias de prevenção e combate. 

Com esse plano em mãos, a empresa consegue minimizar as chances de ser invadida, diminuir o tempo de resposta aos ataques e, consequentemente, seus prejuízos.

Realizar atualizações frequentes

Aplicativos e sistemas desatualizados são terrenos férteis para invasores, afinal, eles não estão operando adequadamente. Assim, ferramentas de proteção cibernética podem estar paralisadas, facilitando o ataque.

Verifique, portanto, as solicitações de atualizações com frequência. E se necessário, inclua esse processo no cronograma de gestão de cada setor.

Utilizar senhas complexas, backups e softwares específicos de proteção

Alguns dos tipos de ataques cibernéticos se aproveitam da fragilidade de métodos de proteção para descobrir senhas muito simples. Assim como sistemas sem softwares de proteção também se tornam alvos para esse tipo de prática.

O ideal é criar senhas fortes, com atualizações frequentes. Além de investir em ferramentas que possuam um sistema de segurança robusto e confiável.

Por fim, realizar backups frequentes e controlados também colabora para diminuir os prejuízos ocasionados por invasões. Diminuindo, por exemplo, o volume de dados nos computadores e demais dispositivos.

Uma das principais maneiras de como evitar ataques cibernéticos é, portanto, investir em soluções simples de segurança da informação, como as citadas acima.

Ferramenta e parceiros que garantam a segurança de todos os processos da empresa

Com a evolução da automação, as empresas dependem cada vez mais de ferramentas tecnológicas. E para isso, investem em parceiros e fornecedores de SaaS, PaaS, etc. Estes, naturalmente, terão acesso aos mecanismos e dispositivos da empresa e podem agir de maneira maliciosa.

Ou, em alguns casos, colocarem o negócio em estado de vulnerabilidade devido à falta de segurança interna. 

Então, se você pretende colocar em prática algumas dessas táticas de como evitar ataques cibernéticos, precisa contar com ferramentas seguras.

Independentemente do tamanho do negócio, é possível criar uma estrutura de ferramentas tecnológicas personalizadas, com total segurança das informações e com um custo gerenciável.

A Safetec pode te auxiliar na transformação digital da sua empresa e na implementação de máquinas virtuais e servidores na nuvem com segurança, eficiência e rapidez. 

Fale com nossos consultores e comece hoje a modernizar sua infraestrutura de trabalho.